Residência Artística

Artista convidada

Renata Cruz

Em seu trabalho explora as relações entre textos literários e imagens, valendo-se muitas vezes do envolvimento de diversas pessoas com suas histórias e lugares onde habitam. Realiza instalações onde propõe criação de narrativas abertas no espaço, que se constrói enquanto se caminha. Formada em Comunicação Visual, UNESP, Bauru SP; Educação Artística, UNAERP, Ribeirão Preto, SP, com cursos como aluna estrangeira na Facultad de Bellas Artes de la Universidad Complutense de Madrid, Espanha e Pós-graduação em Arte Integrativa pela Anhembi Morumbi. Entre as exposições que participou estão 2019: Novas Efervescências – Espaço Cultural Porto Seguro, São Paulo, SP; 2018: Biblioteca: Floresta – Marp Museu de Arte de Ribeirão Preto – Ribeirão Preto, SP; 2017: QAP: Tá na escuta? -Instituto Tomie Ohtake - São Paulo, SP; 2016: Kaetemiru, time for a change - Aomori Contemporary Art Centre – Aomori, Japão

O que é a residência artística?

A residência tem por objetivo oferecer ao artista convidado um espaço para prática cotidiana de criação e experiência em novos processos criativos, visando a formulação de um novo projeto. Paraty é referencia em turismo cultural portanto o residente usufruirá de intercâmbios com artistas locais e público em geral. Ao final do período de residência o projeto será apresentado em palestra de 1 hora no Imerge ao público presente.

Em que condições?

Nesta primeira edição do Imerge, a residência artística terá como convidado um artista de renome que compartilhará o Atelier do Dalcir por 6 horas diárias, localizado no Centro Histórico de Paraty, em um espaço de 180m2, no Centro Histórico de Paraty, de 8 a 22 de maio de 2020. Durante a residência o convidado, em contrapartida, ministrará um curso de 8 horas para artistas locais, em 15 de maio de 2020.

O que oferecemos?

Hospedagem, alimentação e material presente no ateliê. O artista se responsabilizará por materiais de sua preferência pessoal.

Sobre o Atelier do Dalcir

O ateliê está sediado na cidade histórica, próximo a Igreja Santa Rita, hoje Museu de Arte Sacra. Desde há 20 anos o espaço é destinado a criação de obras escultóricas em cerâmica que seguem uma linguagem contemporânea do uso da argila como meio de manifestação artística. A formação de artistas e ceramistas também é uma das ações praticadas no Atelier do Dalcir, principal ambiente propulsor de novos profissionais.